"Ontem chorei, vi nos olhos de uma criança, um olhar sem amanhã."

* Mostrar a realidade

A minha intenção ao colocar estas postagens é de mostrar todos os problemas que envolvem as crianças abandonadas.
Tanto os problemas relacionados ao abandono, como também os traumas, as mentiras, os preconceitos. O que envolve os pais que abandonam, os pais que adotam e os filhos adotivos.
Quando se toma uma decisão de adotar é uma responsabilidade muito grande,pois se trata de um ser humano, e as marcas e recordações ficaram pra vida toda.

Pesquisar este blog

Loading...

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Bebê abandonado em caçamba de lixo permanecerá na UTI

 O bebê abandonado em uma caçamba de lixo na Praia Grande (a 71 km de São Paulo) vai continuar internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Municipal Irmã Dulce. As previsões médicas anteriores indicavam que a recém-nascida teria alta neste fim de semana, mas os exames apontaram que ela ainda sofre um processo infeccioso e precisa permanecer na UTI.
O chefe da UTI, o médico Antonio Rua, disse em um comunicado que o estado dela é grave, "mas não é gravíssimo".


ABANDONO

Com idade estimada entre sete e dez dias de vida e pesando 2,5 quilos, a menina foi encontrada dentro de uma caçamba de lixo na útima segunda-feira (18), no bairro do Boqueirão da Praia Grande, no litoral sul de São Paulo.
Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que uma mulher coloca o bebê no lixo, por volta das 21h50.
A polícia, no entanto, não sabe se a mulher é mesmo a mãe e não tem informações sobre os pais.
Um catador que revirava o entulho encontrou a criança e pediu ajuda a um professor de uma escola das proximidades.
A história provocou tanta comoção, que o policial que participou do resgate e as enfermeiras que cuidaram da menina no hospital queriam adotá-la, contou o Conselho Tutelar do município.
Se a família não for localizada ou se não quiser ficar com a menina, ela entrará no Cadastro Nacional de Adoção. Quem já está na fila de espera terá prioridade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário