"Ontem chorei, vi nos olhos de uma criança, um olhar sem amanhã."

* Mostrar a realidade

A minha intenção ao colocar estas postagens é de mostrar todos os problemas que envolvem as crianças abandonadas.
Tanto os problemas relacionados ao abandono, como também os traumas, as mentiras, os preconceitos. O que envolve os pais que abandonam, os pais que adotam e os filhos adotivos.
Quando se toma uma decisão de adotar é uma responsabilidade muito grande,pois se trata de um ser humano, e as marcas e recordações ficaram pra vida toda.

Pesquisar este blog

Loading...

terça-feira, 18 de maio de 2010

* Amamentação adotiva

O gostoso desafio de amamentação do filho adotado
A dificuldade deste processo não é a recuperação da produção de leite, senão conseguir que o lactente succione de uma mama sem leite. Com este objetivo pode-se gotejar leite sobre a região da aréola quando o lactente inicia a amamentação por meio de um conta-gotas. Outra possibilidade, melhor, é oferecer leite por meio de uma sonda que por um lado está conectada à um recipiente com leite e sua outra extremidade é introduzida na boca do lactente junto com o mamilo, de tal maneira que ao mamar, o lactente obtém leite da sonda e por sua vez desencadeia os reflexos de produção e ejeção do leite. Há suplementadores importados e caros no comércio, porém podem ser montados facilmente com um copo comum e uma sonda (oro ou naso gástrica) fina ou um finíssimo tubo de plástico.

http://aleitamento.med.br/a_artigos.asp?id=x&id_artigo=311&id_subcategoria=4
http://www.aleitamento.com/a_artigos.asp?id=x&id_artigo=684&id_subcategoria=14



Como acontece o Processo da Lactação Adotiva?

O processo consiste em colocar o bebê no peito para sugar fixando uma sonda próximo ao mamilo todas as vezes que este for alimentado. A outra extremidade da sonda é mergulhada num recipiente contendo leite artificial. A medida que a criança suga ela estimula a produção láctea e se alimenta. Quando a mama começar a produzir leite, o volume de leite oferecido é lentamente diminuído. Durante todo processo há o acompanhamento da evolução clínica da mãe e do bebê.
O PRAMAMA, Programa de Aleitamento Materno: Acolhendo Mães Adotivas, foi desenvolvido pelo Banco de Leite do Hospital Maternidade Interlagos, (011) 5669-1891

Um comentário:

  1. Interessante, mas também não deveria dar a preferência a crianças maiores, tipo nove a dez anos?

    Fique com Deus, menina Solange.
    Um abraço.

    ResponderExcluir