"Ontem chorei, vi nos olhos de uma criança, um olhar sem amanhã."

* Mostrar a realidade

A minha intenção ao colocar estas postagens é de mostrar todos os problemas que envolvem as crianças abandonadas.
Tanto os problemas relacionados ao abandono, como também os traumas, as mentiras, os preconceitos. O que envolve os pais que abandonam, os pais que adotam e os filhos adotivos.
Quando se toma uma decisão de adotar é uma responsabilidade muito grande,pois se trata de um ser humano, e as marcas e recordações ficaram pra vida toda.

Pesquisar este blog

Loading...

terça-feira, 24 de maio de 2011

Bebê recém-nascido é encontrado em lixeira de quiosque em Cabo Frio

Rio - Um bebê recém-nascido foi encontrado, na noite do último domingo, dentro da lixeira do banheiro de um quiosque abandonado na praia de Aquários, em Cabo Frio, na Região dos Lagos.

Uma mulher que passava pelo local ouviu o choro da criança, que ainda estava suja de sangue e com o cordão umbilical preso ao corpo. Ele foi encaminhado para o Hospital de Tamoios e depois levado ao hospital da Mulher, também em Cabo Frio.

3 comentários:

  1. oi meu nome e daianny tenho 19 anos sou casada e pretendo adotar uma menina recem nacida se vcs poder me ajudar adotar uma criança que precisa muito carinho amor conforto estou disposta a dar tudo isso para uma criança recem nacida meu numero de celular e 92905683

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não consegui te ligar, não tenho o codigo de área. Mas escreva para bebelly_caat@hotmail.com,esta pessoa quer doar seu filho, não sei se é menino ou menina. Mas o primeiro passo é se inscrever no Cadastro nacional de adoção no forum de sua cidade. Boa sorte.

      Excluir
  2. Não é caracterizado abandono quando se delega a criação de um bebê para outra família, é crime de abandono de incapaz quando se abandona em lixões, banheiros, vias públicas, etc... O que deve ser feito? A família que recebe o bebê em casa precisa apenas fazer um comunicado no fórum ou judiciário que está cuidando de um bebê que a mãe deixou sob os cuidados "do casal". E quanto a esses juízes que falam que o bebê precisa ser destinado ao primeiro da fila, eles estão completamente desinformados, pois quem tem o poder sobre o bebê é a mãe, e nunca a justiça, se ela quer que amigos ou familiares cuidem de seu filho, nenhum juiz poderá tirar esse direito. Ela precisa ir ao fórum junto com a família e passar a guarda provisória ao casal adotante, e eles terão que se cadastrar na vara de família, fazer o curso de um dia, e depois de habilitados pedir a guarda de fato, que após a destituição que pode durar até 2 anos, sai a adoção. Se a mãe entrega o bebê para o conselho tutelar, o bebê ficará jogado em abrigos por no mínimo 2 a 3 anos, sem família, sem carinho, sem atenção... apenas terá alguem que vai dar mamadeira, trocar as fralda e dar banho, pois os cuidadores não podem se apegar e muito menos dar carinho, para o bebê não se familiarizar com as cuidadoras, por esse motivo não há bebês para adoção, por injustiça da justiça, eles demoram anos para cada processo, e isso envolve muita grana, pois os abrigos tem como presidentes das instituições só os ricos que usam isso para lavagem de dinheiro, e quanto mais crianças jogadas lá, mas dinheiro para escoar para os bolsos deles, e tem alguns juizes envolvidos no meio disso em todo o Brasil. Mas levando em conta a Lei 166, que todos tem direito a vida famíliar, e a Lei 8069 do direito a família e a ainda uma lei que tramita no congresso a lei 1212/11, qualquer advogado ganha a causa sem pormenores. Relato isso tudo por conhecimento de causa e estou fazendo uma tese sobre adoção no Brasil e estou a constituir uma ONG para eliminar os problemas dos bebês que são jogados nos lixões, rios, ruas, etc... por mães que não querem ser identificadas, e que se forem no conselho tutelar a família toda e até a vizinhança ficará sabendo da gravidez indesejada, só faltam noticiar no jornal a gravidez da moça.
    Fonte(s):
    Fonte Constituição do Brasil e ECA
    marig59@yahoo.com

    ResponderExcluir